sexta-feira, janeiro 07, 2011

O que são dias ruins? [2/6]


Eram 08h10min da manhã, me espreguicei, lavei o rosto, escovei os dentes, abri a janela... Fui até a sala e Lauren ainda dormia, era angelical aquela imagem, uma linda mulher deitada em meu sofá.
Ela percebeu que estava sendo observada e acordou assustada.
– Enzo? Que horas são?
– Calma, são 08h10min.
– Desculpe, eu sou um idiota. Não devia ficar te olhando assim.
Ela percebeu que eu sentia atração por ela, simplesmente sorriu.
– Enzo, você não trabalha?
–Trabalho em casa. Sou programador, não te falei ontem enquanto conversávamos por que queria saber mais sobre você...
– Legal! Você tem horário?
– Não, só preciso checar o banco de dados da empresa a qual eu sirvo e ficar atento caso ocorra algo.
– Hmm...
Alguém bateu em minha porta, ela perguntou se eu queria que ela atendesse. Disse que não, eu mesmo ia.
Era o babaca, Lucas.
Eu abri a porta educadamente e disse: – Pois não?
Ele entregou a chave na minha mão e falou: – Já comendo essa vagabunda? Entregue essa droga de chave pra ela e diga que quando eu voltar quero todas as tralhas dela fora do meu apartamento, otário.
Não bati a porta como ele fez comigo ontem, simplesmente disse tenha um bom dia e cuidadosamente a encostei. Às vezes ser educado deixa o cara mais puto do que dar um soco na cara dele.
– Lauren, o Lucas deixou a chave e disse pra você buscar suas coisas...
– É eu ouvi. Desculpe pela grosseria dele.
– Olhe, eu não ligo pra babacas como ele. Vou tomar café, checar o servidor da empresa e depois posso te ajudar se você quiser.
– É muito gentil da sua parte.
– Ah, me desculpe. Quer tomar café da manhã comigo?
Ela avermelhada respondeu que sim.
Um café típico de paulista, mas ao invés de ser de padaria foi feito em casa. O famoso pingado com um na chapa. (muito café, pouco leite e um pão com manteiga na chapa).
– Enzo deixa que eu lave a louça e arrumo a mesa.
– Ok! Vou ir fazer meu serviço e depois vamos pegar suas coisas, pode ser?
– Tá bem, muito obrigado, por tudo.

Nenhum comentário: