terça-feira, setembro 14, 2010

O rabo do ser desprezível

Perdeu tempo julgando quem estava ao seu lado; 
Que se esqueceu de olhar o próprio rabo; 
Não percebeu o quão insignificante eram suas ações. 
Só sabe reclamar e dar sermões. 
Falar sem parar; 
Não ouvir, só questionar; 
Não procurar entender,
Contrariar o mundo mandando tudo se foder. 
Você sempre é o dono da razão 
Nunca parou para ouvir o que eu digo, 
A razão é sempre sua e você está convicto!
É esse conjunto de qualidades que o torna um ser desprezível!

Nenhum comentário: