sexta-feira, julho 23, 2010

Ruínas daqueles dias

Uma palavra pra se sentir o ser mais idiota do mundo,

Uma ação pra se sentir o ser mais desprezível do mundo,

Desculpas nem sempre resolvem

Às vezes nem mereço suas desculpas,

Atormentado, aturdido

É assim que passaram meus dias depois daquele dia em que eu disse o que não devia.

Ociosos,

É assim que estão passando

Já não faz mais diferença

Dia, tarde ou noite

Não muda.

Sua desculpa não foi o bastante para eu me curar, não foi o bastante para ao menos eu me sentir curado.

Acho que o grande problema sou eu, Que agora como melhor amiga tenho as ruínas daqueles dias.

Nenhum comentário: