segunda-feira, julho 26, 2010

Quem nunca sonhou em dizer isso: “Desculpa mãe, vou ser um rockstar!”

O fardo de ter que ser alguém me assusta,

O peso de ter um futuro promissor me sufoca.

E se eu não sanar as expectativas daqueles que sempre me apoiaram e me amaram?

E se eu correr atrás de sanar tais expectativas e esquecer os meus sonhos?

Não, não quero que seja assim!

Maldito dilema!

Ser feliz ou fazer felicidade?

Porque tem que ser assim?

Porque não as duas opções?

Por fim digo me desculpe.

Vou correr atrás de ser feliz...

Não quero ser doutor, tchau, vou viver do punk rock.

Nenhum comentário: